Criando sua lista de e-mail: converta visitantes em leads

Se você está começando a investir na presença digital do seu negócio, certamente já está convencido da necessidade de trabalhar com qualidade seus canais digitais como, por exemplo, as redes sociais. Mas será que existem outras maneiras de atrair novos potenciais clientes além da tradicional propaganda?

A resposta é sim. Muitas vezes pouco valorizado por quem está começando a investir em marketing digital, o e-mail marketing pode trazer resultados efetivos para o seu negócio. Pensando nisso, criamos esse post para você entender melhor como criar uma lista de e-mails que transforme os leads captados em clientes fiéis da sua marca. Acompanhe!

Começando do princípio: afinal, o que é um lead?

Se você está iniciando no marketing digital, pode ser que o excesso de novos termos cause alguma confusão. No entanto, você já vai ver que é bem mais simples do que parece.

Quando alguém acessa o site do seu negócio, ele é apenas um visitante. Ele pode estar ali por inúmeros motivos, que vão desde um interesse real pelos serviços que você oferece como por um equívoco qualquer.

No entanto, quando esse mesmo visitante aceita fornecer o próprio e-mail em troca de algum benefício — como o acesso a mais conteúdo, por exemplo — ele sinaliza que realmente tem algum interesse no que a sua empresa oferece. Nesse estágio da jornada de compras, esse visitante passa a ser chamado de lead.

Quais são as vantagens de criar uma lista de e-mail?

Agora que você já entendeu bem o que é um lead, pode estar se perguntando: mas afinal, qual é a vantagem de possuir uma lista de e-mail com potenciais interessados no meu negócio? E por que investir nisso pode ser tão interessante quando apostar nas redes sociais, por exemplo?

Para que você entenda melhor por que fazer e-mail marketing, vamos listar alguns de seus benefícios:

  • possibilita um relacionamento direto com pessoas interessadas no seu negócio;

  • permite que sua marca seja sempre lembrada por potenciais clientes, que criam uma relação de empatia e, principalmente, de confiança;

  • como o cadastro pode conter outras informações, como gênero e idade, você consegue traçar um perfil mais específico do público interessado no seu negócio;

  • possibilita o envio de conteúdos relevantes que ajudam o potencial cliente a tomar uma decisão positiva e consciente sobre seu produto ou serviço;

  • como foram educados por esse conteúdo, esses potenciais clientes demandam menos esforço da equipe de vendas na fase de decisão;

  • uma vez que esse lead é convertido em cliente, você tem um canal direto para trabalhar o relacionamento pós-venda.

O que você não deve fazer ao criar uma lista de e-mail

Se você quer criar uma lista de e-mail que traga bons resultados para o seu negócio, você não deve jamais comprá-la. Quando isso acontece, você passa a enviar informações sobre o seu negócio para pessoas que não necessariamente tem algum interesse nele.

Em outras palavras, está mandando spam, prática que não só não ajuda a trazer novos clientes como os afasta. Receber e-mails não solicitados incomoda, ocupa espaço na caixa de entrada e causa rejeição imediata à sua marca.

Por isso, não importa se a sua lista de e-mail, a princípio, não é substancial: é importante que ela seja composta por potenciais clientes reais, ou seja, pessoas que autorizaram o envio de mensagens para sua caixa de entrada.

Uma vez que você conquistou a confiança desse potencial cliente, é importante cuidar desse relacionamento: evite enviar e-mails com frequência excessiva, que mais incomodam do que informam sobre o seu negócio.

Também é importante deixar, em local visível, um campo com a opção de descadastramento. Pode parecer um contra-senso, mas lembre-se que o que você está buscando não é volume de e-mail cadastrados, mas qualidade de relacionamento com potenciais clientes. Por isso, se o usuário não deseja mais estar em sua lista de e-mail, é importante respeitar esta decisão.

Como capturar novos leads?

Uma vez que você entendeu bem o conceito de lead e já conhece as premissas básicas do e-mail marketing, chegou a hora de entender melhor como você pode capturar novos leads. Uma das maneiras de fazer isso é oferecendo benefícios reais em troca do endereço de e-mail deles.  Em outras palavras, é necessário criar uma isca digital relevante. 

Para saber o que é ou não relevante para o seu público, você precisa, antes de mais nada, traçar um perfil desses potenciais interessados no seu produto ou serviço, no seu negócio. Informações como gênero, idade, profissão e faixa salarial, por exemplo, ajudam você a entender melhor que tipo de conteúdo poderá atrair seus potenciais clientes. Essa é a chamada construção da persona.

Feito isso, é importante concentrar-se em criar conteúdo personalizado baseado nessas características, como por exemplo:

  • e-books

  • infográficos

  • ferramentas

  • webinars

Para traçar a persona correta para o seu negócio e criar material rico, que atraia e converta visitantes em leads e aumente a visibilidade da sua marca, o ideal é contratar uma consultoria de marketing digital com a expertise necessária para a realização de uma estratégia eficaz. Assim, você não perde tempo e aposta somente em ações que trazem bons resultados.

E então, gostou de entender como criar uma lista de e-mail e fazer e-mail marketing pode ajudar a alavancar seu negócio e atrair novos clientes? Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam o tema!