Marketing digital para médicos: conheça as regras e limites

Ainda que seja uma das mais eficientes estratégias de divulgação para clínicas e consultórios, o marketing digital para médicos ainda é visto com reservas por uma parcela dos profissionais de saúde.

Isso porque muitos acreditam que, ao divulgar seu trabalho, possam estar infringindo algum limite legal ou ético. De fato, o Conselho Federal de Medicina (CFM) estabelece normas bem claras para a publicidade médica.

No entanto, desde que elas sejam respeitadas, você não só pode como deve fazer uso do marketing digital para médicos a fim de aumentar sua presença digital, gerar autoridade e atrair novos pacientes.

Para que você possa tirar suas dúvidas sobre o que é ou não permitido quando o assunto é marketing digital para médicos, elaboramos um guia com as questões mais comuns sobre o tema. Acompanhe!

Posso usar blogs e redes sociais para falar sobre o meu trabalho?

Sim! Ferramentas importantes no marketing digital para médicos, os blogs e as redes sociais podem ser usados para falar sobre sua área de atuação, desde que observados alguns limites.

Fica proibido, por exemplo, o uso desses canais para divulgar preços e formas de pagamentos de consultas, tratamentos ou procedimentos cirúrgicos.

Além disso, os profissionais de saúde também não podem divulgar imagens que exponham os pacientes, como fotos que comparam o “antes e depois” de determinadas cirurgias, por exemplo.

Aliás, ao contrário do que se pode imaginar, essa proibição é válida inclusive quando os pacientes autorizam a veiculação das imagens. A única exceção é a apresentação das fotos em congressos ou eventos científicos, quando não há caráter promocional.

Também é importante observar que tanto os blogs como  as redes sociais não devem ser utilizados jamais como um meio de atuação online: fica terminantemente proibido oferecer consultas, diagnósticos e prescrever tratamentos para qualquer problema de saúde por meio da web. O agendamento de consultas via redes sociais, no entanto, é permitido.

É importante ter em mente que esses canais devem ser utilizados para veicular informações de caráter educativo. Postagens que esclareçam sobre como prevenir doenças, que destaquem a importância de hábitos saudáveis e prestem serviços de utilidade pública devem ser prioridade.

Existe alguma restrição no que diz respeito a linguagem que devo utilizar?

O CFM proíbe que, em ações de marketing digital para médicos ou qualquer tipo de divulgação do seu trabalho, você garanta a obtenção de resultados ou veicule informações que podem ser consideradas sensacionalistas.

Por isso, qualquer estratégia de marketing digital para médicos deve passar longe de expressões que levem o potencial paciente a crer que você é o único especialista em uma determinada técnica ou que detém conhecimento único.

São clichês como “o melhor”, “o único capacitado”, “somente com ele é possível”. Além disso, os profissionais de saúde também estão proibidos de garantir resultados positivos ao final de qualquer tratamento ou procedimento em suas estratégias divulgação, uma vez que isso é impossível na área de saúde.  Logo, expressões como “100% de satisfação”, “o mais eficiente” e “resultados garantidos” também estão vetadas.

Nas ações de marketing digital para médicos, posso falar sobre minhas titulações acadêmicas e especialidades?

No que se se refere a especialidades, o médico pode fazer em seus anúncios menção a no máximo duas, mas pode listar também as sociedades médicas das quais é membro.

Com relação a titulação acadêmica, sua menção em anúncios está liberada desde que estes títulos estejam registrados no Conselho Regional de Medicina (CRM) e sejam relacionados à área de atuação do médico, para evitar que o excesso de informações confunda potenciais pacientes.

Fica proibida a divulgação de pós-graduações em áreas que não são reconhecidas como especialidades médicas. Em caso de dúvidas, o ideal é conferir a íntegra da Resolução do CFM ou buscar a ajuda de uma consultoria de marketing com expertise na área médica.

Em minha estratégia de divulgação, posso ressaltar os equipamentos que possuo na clínica?

O CFM não proíbe profissionais da área médica de anunciar que possuem equipamentos em sua clínica.

No entanto, é preciso tomar cuidado com a maneira como que essa informação será veiculada, já que a postagem não pode passar a impressão de que o seu consultório é o único que possui esse tipo de equipamento e nem que a aparelhagem, por si só, garante o sucesso do tratamento.

Participar de anúncios de produtos ou marcas pode ajudar a divulgar minha clínica?

Não. É importante que você saiba que o CFM proíbe terminantemente a participação de qualquer médico em anúncios publicitários de marcas comerciais ou produtos.

Além disso, você também não pode ajudar a divulgar métodos, procedimentos ou técnicas que não sejam aceitos pela comunidade científica. A proibição se estende inclusive para entidades sindicais e associações médicas.

Agora que você conhece um pouco mais sobre os limites éticos para a divulgação do seu trabalho, que tal assinar nossa newsletter? Dessa maneira, você fica sempre por dentro das novidades sobre o marketing digital médico!